Páginas

sábado, 12 de fevereiro de 2011

UM BOM FUTURO PARA VOCÊ

Ao longo da nossa caminhada pela vida, é comum surgirem obstáculos, tribulações e problemas para nos desanimar e tentar impedir que alcancemos aquilo por que nos temos esforçado. Nesse momento é imprescindível manter acesa a chama da esperança em Deus, crer que Ele nos ama, é misericordioso, gracioso, está interessado em ajudar-nos e tem todo o poder para intervir na adversidade e mudar o rumo da nossa história.


1. A ESPERANÇA DE UM FUTURO MELHOR

A esperança é um elemento fundamental da fé cristã, que nos permite ver o invisível, esperar o inesperado e alcançar o inatingível. Deus é o nosso maior incentivador. Adora gerar esperança em nós e acalentar com ela os sonhos que Ele suscitou em nosso coração.
O que é ter esperança? É ter fé, acreditar e esperar que aquilo que o Todo-poderoso falou aconteça no tempo determinado por Ele. Biblicamente, ter esperança implica ter fé e confiança em Deus, e consequentemente se preparar para o que aguardamos dele.
Deus estabeleceu os tempos, as estações pelo seu próprio poder (Atos 1:7) e pode interferir na história humana como bem lhe aprouver, a fim de que Seus propósitos se cumpram para Seus escolhidos.

Deus, uma fonte inesgotável de esperança
O Senhor é uma fonte inesgotável de esperança, e Sua palavra é o instrumento que Ele normalmente usa para nos vivificar e suscitar em nós a viva esperança, por isso devemos estudá-la e guardá-la em nosso coração e pôr em prática seus ensinamentos.
Podemos ter uma boa expectativa de futuro porque o Altíssimo traz paz e salvação aos justos, no tempo da sequidão não deixaremos de ser saciados por Deus e de dar bons frutos (Jeremias 17:7,8). Para aqueles que são justificados por Cristo, podem ter esperança de um bom fim porque Jesus nos comprou para Deus e está à destra do Pai intercedendo por nós (Romanos 8:34).


2. O QUE PODE AMEAÇAR NOSSO FUTURO?

Existe algo que pode perturbar, atrapalhar e impedir o bom futuro do justo; ele ter inveja dos pecadores, murmurar, desanimar, desviar-se dos caminhos do Senhor e apostatar da fé.
O que é a inveja? É um desprazer e pesar pelo êxito de outrem, que pode vir acompanhado de um sentimento de ciúmes, indignação, ódio ou desdém. Segundo o autor de Eclesiastes (4:4), todo trabalho e toda destreza em obras trazem ao homem a inveja do seu próximo. A Palavra de Deus nos ensina que o coração com saúde é a vida da carne, mas a inveja é a podridão dos ossos (Provérbios 14:30), a inveja pode levar uma pessoa a adoecer espiritual, emocional e fisicamente, pode levar o cristão à apostasia, à queda e ao fracasso.
Sabe o que é murmuração? É uma queixa descabida contra Deus; uma reclamação repetida no íntimo que nos leva a indagar: “Será que Deus está me vendo?” Quando alguém diz isso, indiretamente está falando que Deus não é suficientemente bom ou poderoso para ajudá-lo. A murmuração é um pecado terrível, que está ligado à incredulidade, e Deus costuma punir severamente.
A comparação com o ímpio (aquele que não teme a Deus) pode levar-nos a ficar perturbados e desanimados. A perturbação nos impede de ver a situação como ela de fato é e de tomar as medidas necessárias para solucionar a crise. Assim, em vez de avançarmos rumo ao que Deus tem para nós, ficamos pelo meio do caminho ou, pior, retrocedemos.
Em meio às lutas, tempestades, decepções, frustrações que experimentamos nesta vida, precisamos correr para junto do Senhor, depositar a nossa esperança e confiança nEle e em Sua Palavra.


3. O TEMOR A DEUS E A CERTEZA DE UM BOM FUTURO

Temer ao Senhor não é ter medo de Deus, como se Ele fosse um Ser tirano, iracundo, perverso, vingativo e mau, que sempre está pronto a fazer valer a justiça sem misericórdia. Implica reconhecer a existência, a grandeza, a soberania daquele que nos criou e que está acima de tudo e de todos; admitir que dependemos dele e obedecer-lhe.
Temer a Deus é o segredo de uma vida abençoada e feliz.
“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; todos os que cumprem os seus preceitos revelam bom senso. Ele será louvado para sempre!” (Salmo 111:10)
Mas o que significa na prática temer ao Senhor? De acordo com Provérbios 8:13, é aborrecer o mal; a soberba, e a arrogância, e o mau caminho. Implica, não darmos lugar à inveja e à murmuração, desviarmo-nos do mal, obedecermos à Palavra de Deus, para estarmos no centro da vontade dEle.
A primeira demonstração prática que alguém dá de que de fato teme a Deus é desviar-se do mal. Implica evitar o pecado, a injustiça, aquilo que nos afasta da comunhão com Deus e de uma vida santa, separada para uso do Senhor; dizer não àquilo que traz transtorno e crise.
Todos nós, involuntariamente, devido à nossa natureza, estamos sujeitos a pecar. Devemos lutar para evitar isso, e, se acontecer, devemos reconhecer, arrepender-nos e pedir clemência ao Senhor. E você, desvia-se do mal ou vai ao encontro dele? Por onde você anda e com quem você anda? Relaciona-se com uma pessoa maliciosa? Caia fora! Desvie-se disto! Persevere no temor do Senhor todo dia, e haverá um bom futuro para você.
Uma pessoa íntegra é uma pessoa sadia, que não apresenta falhas de caráter nem desvios de conduta, devido a neuroses e visão distorcida de si mesma e da vida; é uma pessoa que caminha em retidão. Integridade requer que ajamos com justiça, retidão e verdade todo dia, a despeito da situação e tentação que estejamos enfrentando.
Quem deseja um futuro abençoado deve dar bom testemunho, permitindo que a luz de Cristo brilhe em sua vida. Jesus disse em Mateus 5:13-16:
"Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens. Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus".


4. A COMUNHÃO COM DEUS. NOSSA GARANTIA DE UM FUTURO MELHOR

O que implica termos comunhão com alguém? Desfrutamos de um relacionamento estreito com ele; de uma amizade profunda, que nos leve a conhecer seus valores, sentimentos, desejos, suas motivações e experiências; logo, comunhão envolve propósitos e atividades comuns.
Desde o princípio, vemos o Criador se revelando ao ser humano e fazendo aliança que sempre vieram acompanhadas de promessas e de condições para o cumprimento delas. Aliança é um pacto, um contrato que sela o compromisso de lealdade e ajuda mútua firmando entre duas ou mais pessoas (ou nações) que defendem princípios e propósitos em comum.
Você entende agora que o poder e a fidelidade de Deus são a nossa maior garantia de que Ele cumprirá tudo o que nos tem prometido? Por meio da nova aliança, Deus proveu o Cordeiro que tira o pecado do mundo, comprou-nos, libertou-nos e santificou-nos para si, a fim de que voltássemos a gozar de comunhão com Ele.
Cada cristão tem, por intermédio do Espírito Santo (que habita em cada pessoa que foi salva e regenerada), uma comunhão muito maior e mais profunda do que a que experimentaram homens e mulheres tementes ao Senhor no Antigo Testamento. Deus é santo e exige que nos santifiquemos para nos relacionarmos com Ele em verdade e amor. A santificação é um processo de depuração espiritual, que nos permite crescer, amadurecer e alinhar a nossa vontade com a do Senhor e, assim, obter a vitória e o bom futuro que Ele tem para nós.
Ter comunhão com Deus é estar unido espiritualmente a Ele, ser um com Ele. Sabe qual o resultado da falta de comunhão com Deus? Fracasso e morte. E da comunhão com Ele? Vida, paz, amor, sabedoria, poder para vencer o pecado, o diabo, o mundo, cumprir os propósitos do Senhor e ver cumpridas Suas promessas em nossa vida.
Para ultrapassarmos os obstáculos no caminho da nossa vitória precisamos também buscar a comunhão com os nossos irmãos em Cristo, a Igreja do Deus vivo. A Igreja é comparada a um corpo, um organismo vivo, porque neste existem vários membro e órgãos que trabalham conjuntamente em prol da saúde, do crescimento e desenvolvimento do corpo.
Em 1 João 4:20 e 21, é dita uma coisa interessante: Se alguém afirmar: "Eu amo a Deus", mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. Ele nos deu este mandamento: Quem ama a Deus, ame também seu irmão.
Precisamos investir na comunhão com Deus, buscando Sua face por meio do jejum, da oração, do estudo da Sua Palavra e da nossa participação ativa no Corpo de Cristo. Infelizmente, o povo de Deus tem alegado não ter tempo para buscar o Senhor e falar com Ele.
O Senhor pode usar o que ou quem quiser para falar conosco. Deus é soberano. Mas nós só temos uma maneira de falar com Deus: pela oração. Como você quer ter um bom futuro se não fala, não tem relacionamento com o Deus que tudo pode, que lhe deu vida; o Deus que abre portas, que o protege, livra, ajuda?


5. SE DEUS TEM UM BOM FUTURO PARA NÓS, POR QUE TANTA TRIBULAÇÃO?

"Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos, declara o Senhor. Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos.” (Isaías 55:8,9)
Entenda que Deus usa coisas e situações de que não gostamos para o nosso próprio bem. Deus está forjando seu caráter, estruturando seu emocional, amadurecendo-o para o bom futuro que Ele tem reservado para você.
“Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu.” (Romanos 5:3-5)
Aprenda a depender de Deus, a valorizar o que o Senhor lhe dará. Deus muitas vezes nos leva a experimentar necessidades extremas para nos alçar a patamares mais altos e a experiências mais profundas com Ele. Esse é o método de Deus. Não reclame das lutas. Não murmure contra o Senhor. Não tenha inveja porque o ímpio prospera, e você está debaixo da luta.
A matéria mais difícil da escola da vida chama-se adversidade. Mas é a melhor matéria para ensiná-lo a depender de Deus e colocar você em lugares altos. O diabo maquina o mal contra os que temem a Deus. Faça a mesma declaração profética que Jó fez:
“Eu sei que o meu Redentor vive, e que no fim se levantará sobre a terra. E depois que o meu corpo estiver destruído e sem carne, verei a Deus.” (Jó 19:25,26)
Há um bom futuro para você! Não sei o que está acontecendo com você, agüente mais um pouquinho. Fique firme aí, na sua posição. Lute e se esforce. Vem resposta de Deus para você. Vem solução para esse problema. Deus agirá a seu favor, Sua esperança não vai falhar. Há um bom futuro para você! Deus é fiel. Deus vai abrir a porta para você.
“Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria.” (Salmo 30:5)

Receba esta palavra em nome do Senhor Jesus Cristo, e que Deus o abençoe ricamente!


Este texto foi o resumo do livro que recebi no mês de Dezembro, por ser parceiro ministerial da Associação Vitória em Cristo:

Um bom futuro para você. Silas Malafaia. Rio de Janeiro: Central Gospel, 2010.

5 comentários:

Cristiane Correia disse...

A paz do Senhor Pastor!
Mensagens que edificam,
tanto o espiritual quando
o emocional.

Que Deus em Cristo vos abençoe.

Este é o meu blog:
quandoavozdedeussoa.blogspot.com


Na Graça do Pai...

Marcelo Oliveira disse...

Ótimo post! Que o Senhor te abençoe e te guarde,Pr. João!

André disse...

Paz Pastor definitivamente para termos um futro melhor temos que ter comunhão com Deus e não andar segundo o mundo mas segundo a vontade de Deus. Fica na Paz.

Higor disse...

Graça e Paz, excelente mensagem, parabéns! Que o Senhor continue te usando no seu propósito. Abraços

wsbarreto disse...

Palavras bonitas. Mas beiram a auto-ajuda em minha opinião. Desculpe discordar, mas não penso que deve-se sair 'tomando posse' de promessas que são exclusivas dos que crêem, não dos que precisam.