Páginas

quarta-feira, 29 de junho de 2011

WALTER MILNE – Escócia –1551


Walter Milne, um ex-padre, converteu ouvindo o evangelho. Por isso foi lançado na prisão, mas conseguiu escapar. Então, começou a pregar e foi novamente capturado e julgado como herege aos oitenta e dois anos.

Olifante, o sacerdote encarregado de seu julgamento, perguntou:

– Você vai voltar atrás? Caso contrário eu o sentenciarei. Milne respondeu:

– Estou sendo acusado por minha vida. Sei que vou morrer, portanto, assim como Cristo disse a Judas "O que fazes, faze-o depressa", não negarei a verdade. Sou grão e não palha. Não serei levado pelos ventos de um lado para outro, mas permanecerei firme.

Em seu julgamento, Walter Milne estava tão debilitado por causa da idade c dos maus tratos recebidos que não conseguiu subir na plataforma. Contudo, quando começava a falar em sua defesa, fazia com que o tribu­nal tremesse com um poder e coragem que emocionava os ouvintes.

Seus juízes examinaram cada uma de suas crenças, mas ele não cedeu em nenhum ponto. Olifante o condenou a ser queimado como herege, mas sua ousadia e fé haviam comovido tanto o coração do prefeito que ele se recusou a dar a sentença. Na verdade, toda população estava tão ofendida com a punição injusta dada a Milne que até os comerciantes se recusaram a vender um pedaço de corda ao bispo.

Depois de muita demora, tudo estava pronto. Quando Olifante orde­nou que Milne subisse até a estaca, ele se recusou:

– Não! Pelas leis de Deus sou proibido de me matar. Se o senhor me levar até a estaca e participar de minha morte, irei alegremente.

Então Olifante levou o velho até a estaca. Milne orou e disse ao povo:

– Queridos amigos, não sofro hoje por haver cometido um crime, mas somente por defender a fé em Cristo Jesus. Assim como outros mártires que se ofereceram alegremente sabendo que receberiam alegria eterna, louvo a Deus hoje por também me ter chamado para selar Sua verdade com minha vida.

Enquanto Milne falava, ouviu-se muito choro e lamento na multidão. Quando acenderam o fogo, ele gritou:

– Senhor, tenha misericórdia de mim! Orem por mim agora, enquanto há tempo!

A multidão ficou profundamente comovida com suas palavras e ora­ções. Todos ficaram tocados com a morte de Walter Milne e milhares se converteram. Tanta gente passou a se declarar disposta a morrer pela fé que o governo escocês foi obrigado a reavaliar sua postura com relação à execução de "hereges".

Figura

Na igreja primitiva dizia-se que Quanto mais cristãos eram mortos, mais o sangue derra­mado se tornava em sementes Que faziam surgir um número ainda maior de cristãos.

A morte de Milne foi o ponto de partida para um avivamento na Escócia. Um Milne morreu, mas surgiram milhares em seu lugar.

Jesus Freaks sabem que têm a capacidade de, com um simples ato, dar início a um grande mover de Deus na vida de uma única pessoa ou de um milhão. Quem o Espírito Santo está chamando hoje Para morrer para si mesmo afim de que surjam vários Jesus Freaks?

 

Texto extraído do livro: Loucos por Jesus – Volume 1. Lúcio Barreto Jr.

Um comentário:

Amanda Lemos disse...

Gostei bastante do Blog.
Muito interessante !

É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
http://bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já !