Páginas

quarta-feira, 4 de maio de 2011

VINTE E CINCO JAPONESES – Japão – 1622

Um cristão da cidade de Omura, no Japão, escreveu a seguinte carta da prisão:
"Se você experimentasse as delícias com as quais Deus enche as almas daqueles que O servem e sofrem por Ele, certamente acabaria desprezando todas as promessas deste mundo! Somente agora é que estou começando a me tornar um discípulo de Cristo, já que estou no cárcere, sofrendo muito por amor a Ele. Todavia, todas as vezes que desmaio de fome, Deus me fortalece com Sua doce consolação, de forma que me sinto grandemente recompensado por servi-Lo. E se eu tivesse de passar ainda muitos anos na prisão, o tempo passaria voando, pelo meu intenso desejo de sofrer por Aquele que me abençoa, mesmo atrás destas grades.
Além de outras enfermidades, estou com febre há mais de cem dias, sem tratamento médico ou remédios adequados. Contudo, durante todo esse tempo, meu coração tem se enchido de uma alegria tão grande que parece ser pequeno demais para conter tamanho gozo. Nunca senti nada igual. Sinto-me entrando pelos portões do paraíso."
Mais tarde, quando esse cristão foi informado de que seria queimado vivo, alegrou-se ainda mais. A partir daí, passou a expressar sua gratidão a Deus constantemente, pois não se considerava digno de morrer como mártir de Jesus.
No dia 2 de setembro de 1622, ele e outros vinte e quatro prisioneiros cristãos foram levados a Nagasaki, onde, poucos dias antes, outros cinqüenta irmãos haviam sido mortos por sua fé.
Quando se aproximaram da cidade, viram vinte e cinco estacas enfileiradas, onde foram amarrados. Seus executores dispuseram a lenha de tal maneira que esta queimaria bem lentamente, a fim de torturá-los ao máximo.
Passaram-se duas horas até que o fogo houvesse queimado totalmente os cristãos, que durante todo o tempo ficaram com os olhos fixos no céu até que as chamas os engolissem.
No ano seguinte, o esforço para eliminar os cristãos no Japão virou lei, e, em 1629, criou–se o fumie – um teste para descobrir quem era cristão – fumie significa literalmente "figura para se pisar". Era uma gravura do rosto de Jesus, ou uma cruz, ou outro símbolo do cristianismo. Os suspeitos de serem cristãos eram colocados diante do fumie e tinham de pisar na imagem. Se o fizessem poderiam seguir livres, caso contrário, eram executados. O uso de fumies continuou até 1858, e milhares foram executados por sua fé durante esses anos de terror no Japão.
Jesus Freaks são notícia no inferno. Assim como no Japão do passado, atualmente o mundo nos manda pisar naquilo que nos é sagrado. A única coisa na qual devemos pisar é na cabeça de Satanás e de seus demônios, pois é o que a Bíblia nos instrui a jazer em Romanos 16.20.
Além de marcar nossa geração para Deus, temos de marcar o reino das trevas, que precisa conhecer o peso dos nossos pés. Paulo pisava tanto nos demônios que em Atos 19.15 vemos o relato de como ele era conhecido no inferno.
Pisamos no diabo todas as vezes que nos recusamos a negar Jesus. Você já deu sua pisada hoje?


 
Texto extraído do livro: Loucos por Jesus - Volume 1. Lúcio Barreto Jr.
 
 
.

3 comentários:

JCavalheiro disse...

Oremos pelo Japão! Certamente as grandes calamidades que este país vem sofrendo ao longo da história e mais precisamente a partir da Segunda Guerra Mundial, recentemente com fenômenos naturais, são consequências de sua dureza no passado, mas Deus, com certeza tem um tempo de refrigério para esta nação, quando poderão abrir o coração à Palavra de Deus.
Abraços....
João Q. Cavalheiro
www.aramasi,blogspot.com

BLOGGER DA ELISA disse...

OLA IRMÃO. VC COMPARTILHOU ESSA MSGM NO ORKUT E EU VIM VÊ. COMO É EDIFICANTE SABER DESSE TESTEMUNHO. MAS É TRISTE SABER Q NÓS CRISTÃOS BRASILEIROS TEMOS NEGADO A CRISTO POR BEM MENOS. AS VEZES NOSSAS PEQUENAS PROVAÇÕES NOS FAZEM MURMURAR E PECAR CONTRA DEUS. Q DEUS NOS FAÇA CHAMA VIVA COMO ESSES CRISTÃOS Q DEIXARAM SEUS LINDOS TESTEMUNHOS P/ NÓS. UM ABRAÇO ESTOU SEQUINDO. ME VISITE TBM.

Demétrius A . Silva disse...

Esta informação histórica retrata a enorme diferença entre o verdadeiro sentido da Fé em Cristo Jesus, e a fé mesquinha e vergonhosa que algumas pessoas têm pregado em nossos dias.
Excelente publicação. Parabéns.
Deus lhe abençoe pastor e amigo João Luis.
Abrçs.
http://ciencia-religiao.blogspot.com/